16
fev

Dicas para construir ou reformar e a compra dos materiais de construção.

Construir ou reformar não é tarefa das mais fáceis e demanda tempo e algum investimento financeiro. Por isso é importante estar atento à diversos fatores que podem fazer com que os gastos e o tempo sejam os menores possíveis. Os materiais são peças fundamentais para a qualidade do “produto” final. Vou dar algumas dicas BEM RESUMIDAS para você que pretende enfrentar essa empreitada de forma organizada e sem stress.

Por Bruno Gonçalves

Para dar início à sua obra, uma questão primordial é a contratação de bons profissionais. Esteja atento para que ela não se torne uma dor de cabeça no futuro. São várias as etapas, a começar pela contratação de um bom arquiteto. 

É ele quem vai reduzir os custos da obra e do pós-obra, acompanhá-la de perto, e dar funcionalidade e uma bela estética para sua residência.
A não contratação de um arquiteto pode fazer com que o valor final da obra fique até 30% mais caro, além de demorar até o dobro do tempo, por causa de erros de execução.

Outro profissional que deve-se levar em consideração é o pedreiro. Procure buscar informações sobre seu trabalho e visite obras que ele já tenha realizado. É este profissional que vai pegar no pesado e colocar as coisas no lugar, portanto é indispensável que tenha experiência e compromisso. Procure referências, se ele executou o serviço sem atraso, se causou algum tipo de problema, etc, como se fosse uma entrevista de emprego.

Vou falar sobre estes profissionais mais afundo em um próximo post. Portanto fique atento à questão dos materiais para sua obra.

Uma dica importante é comprar todos os materiais de construção e acabamento (se possível), em apenas uma loja. Isso facilita a negociação, as formas de pagamento e possíveis descontos.

Antes de escolher o local para as compras dos materiais, faça uma pesquisa em todos as lojas na sua cidade e até mesmo em cidades mais próximas, pois a variação de preços existe em todos os setores. Ah! Solicite o orçamento por escrito. Isso irá valer para conseguir descontos em outras lojas e para uma melhor argumentação na hora de negociar o preço final.

Alguns produtos para a sua obra podem ser perecíveis, como é o caso do cimento. Este tem data de validade e pode perder sua características iniciais. Portanto, compre-o aos poucos, assim como areia, brita e cal, para não haver desperdício, pois a sobra destes materiais pode ser perda de dinheiro.

Para obras maiores, os tijolos, (o tipo e a quatidade deverão ser especificados ainda no projeto), devem ser comprados de um mesmo fabricante e entregue aos poucos na obra, para se economizar espaço e evitar perdas e quebras.

Materiais como piso e revestimentos, devem ser comprados de um mesmo lote de fabricação, para que não haja diferença de tonalidade e tamanhos irregulares. Sempre que recebê-los na obra, certifique-se que os lotes são todos iguais, pela embalagem do produto.

Verificar a data de entrega dos materiais é de suma importância, já que em muitos casos, os operários recebem pelo serviço na modalidade de horas trabalhadas. Atrasos na entrega geram custos desnecessários.

É importante que a compra dos produtos seja de marcas consolidadas no mercado, pois tem maior durabilidade e tecnologia na fabricação.

Certifique-se que os produtos seguem as normas da ABNT(Associação Brasileira de Normas Técnicas), isso garantirá a qualidade dos produtos.

Todos os materiais devem ser conferidos no momento da entrega. Isso impedirá que alguns produtos venham faltando ou com defeitos. Lembrando que a troca gera atrasos na obra e consequentemente a elevação dos custos.

Bom, como disse, trouxe alguma coisa bem resumida mas espero ter ajudado. Qualquer dúvidas entre em contato.